Saldanha da Gama – A História de Amor que Não teve Final Feliz.

As Páginas da história Itaquiense e de toda a fronteira Oeste somam fatos curiosos, intrigantes, misteriosos dentre outros adjetivos que chamam a atenção e que sem sombra de dúvida seriam temas de diversos filmes,

Hoje nós vamos conhecer a história de um ícone histórico da cidade de Itaqui, estamos falando do Almirante Saldanha da Gama.  Sua História de amor não teve um final feliz, vamos juntos abrir mais uma página do livro chamado ITAQUI.

Saldanha da Gama

Saldanha da Gama

Luiz Felipe de Saldanha da Gama, foi um personagem profundamente arraigado na história do Brasil, cujos acontecimentos mais importantes se verificaram no Rio Grande do Sul e Alguns deles em Itaqui.

Saldanha da Gama contraiu matrimônio com uma jovem itaquiense, seu nome, Emília Josefina Coimbra de Mello, filha de um estanceiro e politico local. Sr. José Caetano de Mello e de sua esposa Dona Auta Coimbra de Mello.

Quando foi instalado em Itaqui, nas águas do Rio Uruguai, a “Flotilha do Alto Uruguai” unidade da Marinha Nacional(1866)em pleno conflito com o Paraguai, Saldanha fez parte de sua oficialidade, como 2°Tenente, aos 19 anos de idade. Permaneceu o marinheiro servindo na “Flotilha”, por um tempo aproximado de dois anos.

Flotilha em 1977

Com a convivência social inevitável entre oficialidade da marinha e as jovens itaquienses, aconteceram muitos casamentos entre marinheiros e moças locais.

Foi o caso do romance entre Luis Felipe Saldanha da Gama e a joven “Milla“, o qual teve capítulos inusitados e até audazes para os padrões da época.

No entanto o casamento realizou-se em 27 de janeiro de 1867. A vida conjugal de Saldanha e Milla, foi entretanto, efêmera, antes que as núpcias completassem um mês da celebração o Marinheiro foi transferido para o teatro de guerra do Paraguai, impondo-lhes o destino, uma separação definitiva. O casal jamais se encontrou novamente.

Revisão:

 A história de Itaqui , após sua revisão, mostra que Saldanha da Gama esteve com Mila apenas 8 dias.

Foi chamado para o teatro de guerra, então Guerra do Paraguai.  Assim nunca mais se viram.

Manoelito de Ornelas ,célebre escritor itaquiense, expoente rio-grandense, afirma que Saldanha da Gama, após uma semana de casamento teria devolvido Emília a sua família.

Assim Ficou a pergunta… Qual seria o motivo? São Coisas que o passado não explica. A história de Emília e Saldanha ainda tem muito a ser explicado.

Motivo:

Os pais do Almirante Saldanha da Gama não queriam esse enlace matrimonial, e como eram amigos da corte, conseguiram a transferência de Saldanha da Gama para o teatro de operações de guerra.