Santiago | Jovem de 19 Anos Confessa ter Matado o Menino Por Engano.

O autor confesso do assassinato do menino João Vitor Mendonça Severo, de 10 anos, teve o nome relevado pela Polícia Civil em coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira, 01. Os Delegados Guilherme Milan Antunes e Débora Durlo Poltosi apontaram que o adolescente de 17 anos, suspeito do crime, não teve envolvimento com a morte do menino.

Mikael Ananias da Silveira, de 19 anos, confessou ter matado João Vitor em depoimento na Delegacia de Polícia de São Vicente do Sul, de onde é natural e onde estava residindo após o crime. Na noite desta quinta-feira, 31, ele foi preso preventivamente e trazido para o Presídio Estadual de Santiago, onde ficará a disposição da Justiça. O jovem não tinha passagens pela Polícia.

De acordo com a Polícia Civil, o acusado não aceitava o fim de um relacionamento com Paola Mendonça, mãe de João Vitor, e entrou na casa onde o menino dormia, na madrugada de 18 de janeiro, com a intenção de matar Anderson Fortes Cabral, de 20 anos, que, segundo ele, seria o novo companheiro da mãe da criança.

Mikael entrou na casa usando a chave do imóvel que, segundo a Polícia Civil, teria sido alugado por ele e pela mãe do menino. Como estava escuro e a criança dormia de bruços em uma cama de casal, Mikael desferiu as facadas em João Vitor acreditando ter atingido Anderson, que dormia em um colchão no chão.

O caso segue em investigação pelos próximos 10 dias, quando o inquérito será concluído e remetido ao Poder Judiciário. Nesse período, a Polícia Civil buscará esclarecer outras situações que, pela complexidade do caso, ainda geram dúvidas.

Confira a entrevista coletiva:

O adolescente de 17 anos foi liberado pelo Poder Judiciário da internação na Case de Santo Ângelo. Ele, porém, foi encaminhado na manhã desta sexta-feira para São Francisco de Assis onde receberá tratamento em razão de ser viciado em drogas.

O crime

O menino João Vitor Mendonça Severo foi atingido com quatro golpes de faca que perfuraram seus pulmões na madrugada de 18 de janeiro de 2019, enquanto dormia em uma residência no bairro Nei Pereira. Transferido em estado grave para Passo Fundo, o garoto morreu no começo da manhã de sábado, 19. Ele foi sepultado no domingo, 20, em São Vicente do Sul.