Ventos de até 96 km/h causam estragos na Fronteira e Sul do Estado.

Um forte temporal com ventos com rajadas de até 96 km/h, segundo medição da estação do Inmet, causou estragos na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul nesta segunda.

Na região Sul, em Pelotas e em Rio Grande, os deslocamentos de ar chegaram a 81 km/h e também provocaram prejuízos. A Defesa Civil e os órgãos de segurança ainda contabilizam os danos.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Livramento, Flávio Pintos, houve queda de 12 árvores. Uma equipe da secretaria de Obras faz a remoção e desobstrui o tráfego interrompido.

Nos bairros do Prado e Simon Bolívar, seis casas foram destelhadas e estão sendo atendidas pela força-tarefa da Defesa Civil que fornece lonas até que os reparos definitivos possam ser realizados. Houve alagamentos pontuais e de pouca duração.

Em Bagé, o Corpo de Bombeiros recebeu ligações com aviso de casas destelhadas ou atingidas por árvores. No município de Quaraí, as rajadas atingiram 65 km/h e a chuva totalizou 80mm em cerca de duas horas. Três casas ficaram destelhadas.

Em Turuçu, que fica a aproximadamente 50 quilômetros de Pelotas, a chuva foi chuva forte. Não há informações sobre os prejuízos na cidade. Em Rio Grande, árvores tiveram galhos arrancados devido a ventos que chegaram a 63,3 km/h.

 

Fonte: CP